Entenda como e de que é feito o vidro blindado

2 de janeiro de 2018
Publicado por: EB Blindados

Para simplificar a explicação: como um sanduíche – duas chapas de vidro tratado compõem as partes externas da estrutura e, por dentro, é usada uma resina sintética e/ou um plástico.

 

O número de camadas, a espessura e a composição dos materiais variam de acordo com a necessidade de resistência do produto, ou seja, o calibre das balas que ele deverá suportar.

 

O processo de blindagem é feito em três etapas. São elas:

  1. A camada de vidro externa é a primeira proteção. O impacto de uma bala é equivalente à ação de uma furadeira: o projétil chega em rotação e velocidade altas. Como o vidro é um material abrasivo, causa a corrosão e a deformação da bala no momento do impacto.
  2. Depois é colocada a camada de resina e/ou plástico, que ajuda na colagem dos vidros e amortece o impacto da bala, reduzindo a velocidade dela até paralisá-la, além de impedir que o vidro fique despedaçado.
  3. A última camada de vidro nunca chega a ser atingida pela bala, mas pode se estilhaçar por conta da propagação da energia causada pelo impacto do projétil. Por isso, o vidro blindado termina em uma fina película plástica, para prender os estilhaços e impedir que atinjam alguém.

 

Depois de pronto, é levado para o teste de fogo, literalmente: ele é metralhado para aprovação de cada calibre.

Se você procura por vidros blindados para o seu automóvel, lembre-se que mesmo com vidros blindados deve-se ter cuidado e que a melhor blindagem de vidros automotivos somente poderá ser feita por profissionais especializados.